top of page
jornal

Imprensa

Espaço de relacionamento com a mídia e assessorias de comunicação

Documentário sob o ponto de vista do trabalhador já tem mais de 11 mil visualizações




Em meio a pandemia, uma equipe de pesquisadores e documentaristas viajaram a municípios fronteiriços de Mato Grosso, para entrevistar famílias, que vivem há gerações em zonas de garimpo tradicional. O projeto, com pesquisa socioeconômica e gravação de documentário, ouviu ao todo, mais de 300 pessoas em 11 municípios.

O objetivo foi apresentar a realidade dessas pessoas, e encontrar soluções sociais, econômicas e ambientais para transformar a situação de vulnerabilidade em que vivem, e irregularidade na qual trabalham. E o resultado foi o Documentário Garimpo Sustentável, o qual já obteve mais de 11 mil visualizações no Youtube. Você também pode assistir clicando nesse link https://www.youtube.com/watch?v=pS81lZWBDA4&t=1810s

O filme foi lançado há um mês durante o 1º Encontro Garimpo Sustentável (EGASUS), realizado em Cuiabá, evento pelo qual passaram mais de 1.110 pessoas. O filme e o evento compõem um projeto, de mesmo nome, que propõe olhar para a problemática da mineração artesanal, tradicional e de pequeno e médio porte, em Mato Grosso, e facilitar a busca de soluções.

Estima-se em Mato Grosso uma população de 15 mil garimpeiros, e os moradores dessas regiões têm problemas em comum, tais como: o difícil acesso, sendo necessários meios de transporte tais como trator, barco ou avião. O baixo crescimento populacional, em razão da emigração de jovens, na maior parte com índice de desenvolvimento humano abaixo da média estadual. E o pouco acesso à energia elétrica via distribuidora, sendo que do total de entrevistados, 75 das residências, não possuem nenhum tipo de acesso a luz, e 131 dependem do gerador à diesel.

O projeto Garimpo Sustentável é realizado pela Cordemato, em parceria com a Companhia Mato-grossense de Mineração (METAMAT) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), e com o apoio das Cooperativas de Garimpeiros, Comunidades Garimpeiras Tradicionais, Câmaras de Vereadores e Prefeituras dos municípios de Guiratinga, Tesouro, Poxoréu, Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Alta Floresta, Nossa Senhora do Livramento, Alto Paraguai, Nova Bandeirantes e Juína, o Garimpo Sustentável tem como meta principal a regularização das atividades da pequena e média mineração e de cooperativas do setor mineral, para consequentemente melhorar a qualidade de vida nessas regiões.




Aline Coelho

Assessoria de Comunicação (65) 99910-1889

Foto: Tchélo Figueiredo


Comentarios


bottom of page