top of page
jornal

Imprensa

Espaço de relacionamento com a mídia e assessorias de comunicação

Evento reuniu mais de 600 pessoas para discutir sustentabilidade na agropecuária




Mais de 600 pessoas participaram do Seminário ABC+ realizado de maneira híbrida, sendo presencialmente no Auditório da Famato de transmitido pelo Youtube, nesta quarta-feira (21.06). O evento reuniu produtores rurais, servidores públicos, pesquisadores e profissionais da agropecuária que discutiram o Plano Estadual ABC+, que envolve 38 entidades do setor no Estado.


Ao todo, quase 200 pessoas participaram de forma presencial e mais de 450 pessoas assistiram ao evento ao vivo, o link continua disponível no Youtube, clique aqui para assistir. O Seminário foi realizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), por meio da Secretaria Adjunta de Agronegócios e Investimentos em parceria com a Central das Organizações do Estado de Mato Grosso (Cordemato), com apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.




Os presentes discutiram as metas do Plano ABC+ para que Mato Grosso reduza as emissões de gases de efeito estufa até 2035. Entre ações propostas está a recuperação de pastagens degradadas, o sistema de plantio direto, tratamento de dejeto de animais, florestas plantadas e a integração Lavoura-Pecuária-Floresta. As medidas constam no Plano ABC+, estão em uso no campo e serão ampliadas para chegar à meta estipulada pelo Governo do Estado até 2035.


“É uma honra estar entre as instituições realizadoras desse evento, a Cordemato nasceu para realizar grandes feiras agropecuárias, dentro da FAMATO, no ano de 2005, na gestão do deputado Homero Pereira (In Memorian). E agora volta a casa para realizar um grande evento para o Brasil e o mundo”, destacou o presidente da Cordemato, Johnny Everson. O presidente destaca mais uma parceria exitosa com a Sede, e lembra o sucesso de outra iniciativa em um tema desafiador, o Garimpo Sustentável. “Esse é o papel do Terceiro Setor, realizar por meio da parceria de mútua cooperação uma iniciativa de sucesso, criando a solução aonde o Estado ainda não tinha.”


O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, destacou que Mato Grosso é o estado que mais produz no Brasil e mais preserva.


“Esse Governo teve grandes avanços nas políticas públicas porque encontrou do outro lado da mesa a sociedade civil organizada e teve a responsabilidade de manter diálogo direto com quem produz, seja na agropecuária, indústria e comércio, e com muitas mãos foram desenvolvidas políticas que favorecem quem empreende. O nosso sucesso é fruto de muito trabalho, união e sustentabilidade”.



César ressaltou também que o Estado saiu na vanguarda ao ser o primeiro a apresentar o Plano Estadual ABC+ com metas claras para redução de emissão de gases de efeito estufa pela agropecuária. “O Brasil e o mundo não conhecem o que fazemos em Mato Grosso. É motivo de orgulho produzir o que produzimos preservando 62% do nosso território”, disse.


O secretário adjunto de Agronegócio e Investimentos da Sedec-MT, e presidente do Grupo Gestor Estadual Do Plano ABC+ MT, que a meta estabelecida para o estado corresponde a quase 18% da meta nacional “E a gente, inclusive, acredita muito que antes de 2030 a gente consiga chegar a essa meta, com o engajamento de todo o setor, que está presente hoje nesse evento”.


No Plano Estadual ABC+, Mato Grosso se comprometeu em recuperar 3,82 milhões de hectares de pastagens degradadas; alcançar 1,3 milhão de hectares no sistema de integração de lavoura, pecuária, floresta; e a terminação de 750 mil cabeças de bovinos em sistema intensivo.


O otimismo de Lombardi é compartilhado Coordenador de Gestão e Inteligência em Sustentabilidade do Mapa, Rodrigo Moreira Dantas. “Eu costumo dizer que o Plano ABC é a grande resposta do setor agropecuário para uma produção sustentável. Mato Grosso despertou para isso, de forma muito rápida. E pelo nível de engajamento que eu tenho visto aqui, é bem possível que ultrapasse a meta de 17%.”


Participaram do evento a presidente do Indea, Emanuele Almeida, a representante da Desenvolve-MT, Mayran Beckmann, secretária adjunta Executiva da Sedec, Eulália Oliveira, secretários municipais, produtores e servidores.




Aline Coelho

Assessoria de Comunicação

Comments


bottom of page