top of page
jornal

Imprensa

Espaço de relacionamento com a mídia e assessorias de comunicação

Sedec apresenta alternativas para produção de fertilizantes em MT nesta quarta-feira (21)


Cerca de 80% dos fertilizantes usados no Brasil são importados; Maior produtor de commodities agrícolas, MT é o mais impactado pela dependência externa


Assessoria/SEDEC/MT



O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), César Miranda, apresenta o Plano Estadual de Fertilizantes de Mato Grosso nesta quarta-feira (21.06), no auditório da Famato, durante o Seminário ABC+MT. Realizado pela Sedec, o encontro visa debater a adoção de práticas sustentáveis e de baixas emissões de carbono na agropecuária. A inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo link https://planoabc.sedec.mt.gov.br/.


Cerca de 80% dos fertilizantes utilizados no país são importados, por isso há uma dependência pelo produto que se concentra na região que atualmente está em Guerra: Ucrânia e Rússia. São desses dois países que saem os principais insumos para se produzir no Brasil. O custo com a importação de fertilizantes em 2022 chegou a R$ 100 milhões no país.


César Miranda destaca que, por ser o maior produtor de commodities agrícolas, Mato Grosso acaba sendo mais impactado por essa dependência externa, o que atinge diretamente a competitividade do Estado.


“Vamos mostrar as alternativas e soluções encontradas para que possamos explorar o potencial de Mato Grosso para produção de fosfato e potássio, além de uma indústria de nitrogenados. A medida é importante para que Mato Grosso continue expandindo a produção com sustentabilidade como já vem fazendo”, pontua o secretário.


O Brasil já construiu o Plano Nacional de Fertilizantes em 2022. A meta é de que até 2050 o país possa produzir 50% dos fertilizantes utilizados no agronegócio.


Seminário ABC+

O evento busca engajar os produtores na implementação do plano e apresentar as evidências da contribuição dessa estratégia para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas. Mato Grosso se comprometeu com uma participação expressiva de 9% de potencial em mitigação de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), cerca de 89 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO²), por meio da adoção dos sistemas de produção sustentável.


O Seminário ABC+MT, realizado em Cuiabá, será o primeiro de uma série de seis encontros regionais para aproximar as informações do Plano ABC+ dos produtores rurais de Mato Grosso.


Confira a programação do evento:

8h: Recepção e Credenciamento

8h30: Dispositivo de abertura

9h15: Plano ABC+ Nacional

9h45: Plano ABC+ Estadual

10h15: Debate

10h30: Painel I: Casos de Produtores de Mato Grosso

12h: Almoço

14h: Painel II: Pesquisas, ações e tendências relacionadas à estratégia ABC+ no Mato Grosso

16h30: Plano Nacional de Fertilizantes

17h: Plano Estadual de Fertilizantes

Comments


bottom of page